5 blogueiras e uma missão: experimentar os mais famosos feijões amigos do Rio de Janeiro. Para isso, um bairro: Copacabana.

A Confraria Colherada Carioca acabou de surgir com o intuito de trazer para nossos leitores o resultado das nossas incursões nos restaurantes e bares do Rio de Janeiro. Formada por mim e pelas queridas Andrea Postch do Aromas & Sabores, Livia Nogueira do Frango com Pequi, Adriana Nascimento do Casa, Coisas & Sabores e Raquel Arellano do Gordelícias, não temos a intenção de fazer um ranking ou escolher o melhor restaurante ou bar da cidade. Queremos compartilhar nossas opiniões e trazer informações bacanas e de qualidade para vocês 🙂

E para começar, não podia ser diferente né? Nada como o nosso Feijão Amigo, presente no cardápio de praticamente todos os pé sujos e pé limpos da região. A escolha dessa como nossa primeira missão foi muito natural, afinal, quem nunca comeu um feijão amigo ou um caldinho de feijão que te fez dar aquela lambidinha na colher? E vamos às colheradas!

Colherada #1: Manoel & Joaquim

feijaoamigocolherada_1

feijaoamigocolherada_2Sou suspeita para falar porque sou frequentadora assídua desde muito nova do Manoel & Joaquim. Sendo o feijão amigo deles um dos pratos que mais peço na casa (como resistir?), fica aqui minha opinião: servido num copo de cerâmica branco, é a porção ideal para uma pessoa comer bem. O feijão é batido para formar um creme, que para mim tem uma consistência perfeita, não muito ralo. O torresminho deles é  servido à parte (assim como a salsinha picada) e para mim é muito bom, pequeno e crocante na medida certa. Uma coisa que achei estranho é que na outra filial deles que frequento sempre servem com uma certinha de torradas, o que não aconteceu dessa vez. Ponto fraco: às vezes eles dão uma exagerada no sal.

Serviço: Av. Atlântica, 3860 – Posto 6 – Copacabana (existem várias filiais, a minha preferida é a da rua Siqueira Campos). Preço: R$ 10,80.

Colherada #2: Aboim

feijaoamigocolherada_6

feijaoamigocolherada_3Pé sujo daqueles típicos. Por aqui não passou a faxina que transformou vários pé sujos da cidade em “pé limpos”, então vá preparado: barzinho pequeno só com o balcão na parte interna, banquinhos de plástico na calçada e cerveja de garrafa. Para mim o segundo feijão amigo do dia decepcionou.. O caldinho é definitivamente um caldinho, já que não é batido como nos outros lugares que fomos, é caldo com caroço mesmo. Achei o gosto de carne muito forte, puxando pro tutano. Meio gorduroso também. Único servido sem qualquer acompanhamento, nem um pãozinho, torradinha, alho frito… ponto positivo? A porção é generosa.

Serviço: Rua Souza Lima, 16-B – Copacabana. Preço: R$ 5,00.

Colherada #3: Cervejaria Devassa

feijaoamigocolherada_4

feijaoamigocolherada_5Vencedor disparado da melhor apresentação. O Bar Cervejaria Devassa não pode ser considerado um pé limpo, no mínimo seria um pé brilhando. Atendimento bacana, várias opções de chopp da casa e cervejas artesanais disponíveis para acompanhar (esse da foto é um chopp ruiva, delicioso). O feijão amigo deles vem em duas porções separadas, uma no copo americano com a borda de farinha – o que vamos convir que é só uma firula, porque não dá para realmente comer essa enoooorme quantidade de farinha da borda do copo, e um outro copinho menor (tamanho de shot) com a borda de pimenta calabresa. Para os que gostam (eu, eu!) entendi que a ideia é ir virando esse segundo copinho no copo maior, pois com isso a pimentinha da borda vai se misturando (muita parcimônia, essa pimenta é bastante ardida!). A textura do feijão estava muito boa, batido e um pouco mais líquido que o do Manoel & Joaquim, mas ainda assim bem cremoso. O que me decepcionou foi o torresminho: servido junto com o cheiro verde (ame ambos ou não coma), achei molenga e gorduroso. Tanta firula obviamente tem seu preço, sendo esse o feijão amigo mais caro de todos dessa lista.

Serviço: Rua Bolívar, 8 – Copacabana (mas é de frente para a praia). Preço: R$ 11,90.

Colherada #4: Belmonte

feijaoamigocolherada_8

O Belmonte já é há muito tempo um queridinho dos cariocas. Com várias filiais espalhadas pela cidade, é muito conhecido por suas empadas e pasteis. Mas como todo bar que se preze, também tem um feijão amigo no cardápio! A porção aqui é mais generosa do que da maioria dos outros bares que visitamos (ponto para eles!), ouso dizer que se você não estiver com fome só peça se pretender não comer outra coisa depois, ou então divida com alguém. Também é um caldo batido de feijão, mais ralo que o do Manoel & Joaquim e o do Devassa. Achei o gosto de carne seca bastante puxado e os torresmos grandes demais. Em compensação tem um preço justo para a porção servida, tendo um ótimo custo benefício.

Serviço: Rua Domingos Ferreira, 242 – Copacabana. Preço: R$ 7,00.

Colherada #5: Boteco da Garrafa

feijaoamigocolherada_7

O Boteco das Garrafas etá conquistando espaço na Zona Sul do Rio de Janeiro. Dos mesmos donos do Belmonte, possuem várias cervejas em garrafa (opa!) para oferecer. O caldinho de feijão deles me surpreendeu: pensa numa porção perfeita para uma pessoa que não esteja com muita fome ou só está pedindo o feijão como uma entrada. Consistência ótima, puxando um pouco o sabor para a carne seca também (será do mesmo cozinheiro?). as torradas eram meio mixurucas mas está valendo. E pela bagatela de cinco pratas, para deixar qualquer um feliz. 😉

Serviço: Rua Bolívar, 27 – Copacabana. Preço: R$ 5,20.

 

E a próxima missão já está escolhida: Bolinho de Bacalhau! Sim, depois do feijão amigo vamos às raízes da santa terrinha para experimentar os ícones do bolinho de bacalhau da nossa cidade. Você conhece um lugar imperdível, que tem aquele bolinho de bacalhau que faz qualquer um salivar? Então deixe sua sugestão aqui ou no facebook que vamos lá conferir!

 

Quer acompanhar todas as dicas da Confraria Colherada Carioca? Então curta nossa página no Facebook e fique ligado nas postagens dos blogs das autoras!

Print Friendly, PDF & Email