Ingredientes

  • 1 pato cerca de 2,3 kg
  • 550g de arroz branco
  • 400ml de vinho tinto seco
  • 100ml de suco de laranja
  • 1 paio
  • 300g de bacon em cubinhos
  • 1 colher de sopa de alho amassado
  • 1 cebola roxa grande picadinha
  • 1/2 colher de chá de louro em pó
  • 5 cravos da índia
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 1 maço de salsinha picada
  • Sal e pimenta do reino à gosto

10 pessoas Pessoas servidas ~ 2 horas

Aqui no Rio de Janeiro tem um restaurante conhecido chamado Antiquarius  (se não me engano também tem em São Paulo) em que um dos seus pratos mais famosos é o Arroz de Pato. A primeira vez que provei o arroz de pato deles foi no Rio Gastronomia do ano passado, em que eles escolheram justamente esse prato para servir no quiosque que representava o restaurante no evento. Desde então coloquei na cabeça que faria uma receita bacana de arroz de pato em casa!

O pequeno problema era: onde encontrar o tal do pato? Achei que seria uma coisa super tranquila, afinal em açougues e mercados especializados encontro rã, coelho, javali.. não seria um pobre pato o problema. Pois bem, saibam que demorei mais de 3 meses para encontrar o pato! Affe!

Enfim, num belo dia de sol fazendo um dos meus passeios favoritos – Hortifruti – encontrei lá na sessão de congelados um lindo e enorme pato de 2,5kg! O preço é bem salgado (paguei mais de R$ 50,00 nele), mas estava já há tanto tempo procurando e me intrigando com o tal Arroz de Pato que resolvi fazer esse pequeno esforço. E lá fui com pato e tudo para casa!

Encontrei vários sites e blogs na internet com a suposta receita do Arroz de Pato do Antiquarius. Como nunca havia feito, resolvi pegar essa receita, fazer pequenas alterações para dar meu toque pessoal e colocar mãos à obra. Descobri que a receita rende HORRORES! Fizemos um super almoço de domingo em casa para 7 pessoas e ainda sobrou para caramba. Então acho que serve muito bem servido 10 pessoas. Se quiserem porções menores só diminuam os ingredientes proporcionalmente, ok?

Posso dizer que esse é um prato muito diferente, com um sabor bem peculiar, mas muito gostoso. É uma ótima opção para quem quer servir bastante gente, afinal de contas é um prato único (adoro almoços com pratos únicos!). Fiz também uma saladinha muito simples de rúcula com palmito para acompanhar. A foto não ficou das melhores, recebendo um monte de gente em casa só pude pegar uma máquina dessas portáteis e tirar uma foto rapidinho em cima da mesa da cozinha!

MODO DE FAZER

– O primeiro grande passo aqui é limpar o pato e cortá-lo em pedaços. Confesso que foi a primeira vez que fiz pato na vida, e destrinchar um pato é muito mais difícil do que uma galinha. Além do pato ser bem maior os ossos são mais resistentes. Se você puder comprar em algum lugar que já venda o pato limpo e em pedaços vai te facilitar bastante. Do contrário, comece separando as moelas e fígado, depois corte nas articulações (coxa, asa), abra o peito ao meio, longitudinalmente, corte cada peito em 3 pedaços menores, separe também o pesçoco. Limpe toda aquela gordurinha branca (o pato é bem mais gorduroso que a galinha), principalmente nas coxas e sobrecoxas. Tire a pele. Aqui uma foto do meu pato depois de 1 hora e 15 minutos de trabalho pesado:

Arroz de Pato

– Feito isso, regue os pedaços de pato limpo com o suco de laranja. Acrescente o alho, um pouco de sal, 3/4 da salsinha picadinha e pimenta do reino preta moída na hora. Misture tudo bem (use as mãos!) para que os temperos fiquem bem distribuídos em todos os pedaços do pato. Reserve na geladeira, coberto com filme ou papel alumínio (ou dentro de um pote grande) por pelo menos 1 hora.

– Aproveite para colocar a água que vai cozinhar o arroz para ferver. Você precisará dela fervendo dentro de alguns minutos.

– Enquanto isso, prepare todos os outros ingredientes: pique a cebola roxa em pedacinhos, corte o paio em meia rodela (corte em rodelas e depois corte as rodelas ao meio). Corte o bacon em cubinhos. Lave o arroz.

– Refogue o bacon e o paio com o azeite numa panela grande (onde será feita toda a receita) em fogo médio, até ficarem dourados. Acrescente a cebola e refogue por mais uns 2 minutos.

– Acrescente os pedaços de pato com todos os temperos (pode incluir o caldinho da laranja que estará na travessa onde o pato ficou marinando). Refogue o pato até ele ficar com uma cor bem dourada, mexendo de vez em quando para não grudar no fundo. Esse processo deve demorar uns 15 minutos em fogo médio-alto.

– Acrescente o vinho tinto, o cravo e o louro e deixe o refogado continuar até que o vinho evapore quase por completo. Continue mexendo de vez em quando para não queimar. Essa parte também deve demorar mais uns 10 minutos.

– Junte o arroz  e misture bem com todos os ingredientes refogados da panela. Acrescente a água fervendo até ficar uns 3 dedos acima do nível do arroz com o pato. Misture tudo, acerte o sal, baixe o fogo e deixe cozinhar em panela semi tampada até que a água chegue ao nível do arroz. Tampe a panela e deixe cozinhar no fogo bem baixo por mais uns 10 minutos. Veja se o arroz está cozido, do contrário acrescente mais água fervendo até chegar ao ponto.

– Transfira tudo para uma travessa, regue com um pouco de azeite, coloque o restante da salsinha picada e sirva ainda quente. Bom apetite!

DIFICULDADE: Difícil (se tiver que destrinchar o pato)

PREÇO MÉDIO: R$ 50,00 – R$ 70,00 (depende de onde conseguir comprar o pato)

Print Friendly