Continuando com a nossa Série Temperos, depois do manjericão e do orégano, chegou a vez da canela! Escolhi essa especiaria por um motivo bem básico: eu adoro! E acho que quase todo mundo gosta também.

A canela tem uma história muito interessante e antiga, datando de mais de 2500 anos atrás. Vale a pena conferir!

 CANELA

Série Temperos: Canela

 

Nome Científico: Cinnamomum zeylanicum

Nome Popular: Canela

Família: Lauraceae

Divisão: Magnoliophyta

Origem: Sri Lanka

Ciclo de Vida: Perene

HISTÓRIA

A canela é conhecida desde da antiguidade e foi tão valorizada que era considerada um item a ser presenteado a monarcas e outros dignitários.

Considerada símbolo da sabedoria, a canela foi usada na Antigüidade pelos gregos, romanos e hebreus para aromatizar o vinho e com fins religiosos na Índia e na China. Entre as muitas histórias da canela, conta-se que o imperador Nero depois de matar com um pontapé sua esposa Popea, tomado de remorsos ordenou a construção de uma enorme pira para cremá-la. Nessa pira foi queimada uma quantidade de canela suficiente para o consumo, durante 1 ano, de toda a cidade de Roma!

É mencionada na Bíblia no livro do Êxodo 30:23, quando Deus ordenou a Moisés o uso da canela doce/salgada e cássia, e em Provébios 7:17-18, quando o leito nupcial é perfumado com mirra, aloe vera e canela. Também se encontra mencionada porHeródoto e outros escritores clássicos.

No início do século XVI era trazida por comerciantes portugueses diretamente do Ceilão (atual Sri Lanka, no sul da Ásia), chegando um quilograma a valer dez gramas de ouro. O comércio português no Oriente foi perdido progressivamente para aCompanhia das Índias Orientais, holandesa, que se assenhoreou dos entrepostos portugueses na região a partir de 1638. As margens da ilha estão repletas dessa planta, relatou um capitão holandês, e é a melhor de todo o oriente: quando uma pessoa está no litoral, pode-se sentir o aroma a oito léguas de distância.

Simbolicamente, a canela é uma especiaria ligada ao amor, sendo empregada muitas vezes como ingrediente para perfumes mágicos e poções para conquistar a pessoa amada. Há quem acredite que ela atrai o sucesso nos negócios, trazendo sorte e determinação para a resolução de problemas.

APRESENTAÇÃO

Série Temperos: Canela

A caneleira (Cinnamomum zeylanicum, sinônimo C. verum) é uma pequena árvorecom aproximadamente 10–15 m de altura. As folhas possuem um formato oval-longo com 7–18 cm de comprimento. As flores, que florescem em pequenos maços, são esverdeadas e possuem um odor distinto. A fruta, arroxeada, com aproximadamente 1 centímetro, produz uma única semente.A canela é a especiaria obtida da parte interna da casca do tronco. É muito utilizada naculinária como condimento e aromatizante e na preparação de certos tipos dechocolate e licores. Na medicina, empregada como os óleos destilados, é conhecida por ‘curar’ resfriados. O sabor e aroma intensos vêm do aldeído cinâmico oucinamaldeído.

As canelas são algumas das espécies mais antigas conhecidas pela humanidade. A mais difundida é aCinnamomum zeylanicum, originária do Ceilão, atual Sri Lanka. Outras, entretanto, como a Cássia(Cinnamomum cassia), chamada de falsa-canela e conhecida como canela-da-China, também têm importância econômica. Esta espécie é uma Laurácea arbórea muito cultivada nas províncias do sudoeste da China. As partes mais úteis das canelas são o córtex dessecado e o óleo. O óleo é obtido das folhas por destilação, por arraste a vapor. Seu principal constituinte é o aldeído cinâmico, cujo teor pode ser superior a 80%.

UTILIZAÇÃO NA CULINÁRIA

Série Temperos: Canela

Para condimentar presunto e alguns tipos de carne, no preparo de doces, pães doces, arroz-doce, bolos, tortas de frutas, cremes para pastéis e panquecas doces, frutas condimentadas, compotas, pudins e bebidas quentes como o chocolate e o café. Quando em pó, deve ser acrescentado aos alimentos antes de servir, pois o seu cozimento lhe dá um gosto ligeiramente amargo. Veja aqui, aqui, aqui e aqui receitas deliciosas postada no Temperaria com canela.

Abaixo a composição nutricional dessa especiaria:

 

4.50 GRS / 11.92 CALORIAS

NUTRIENTES

QUANT.

DDR (%)

DENSIDADE DO NUTRIENTE

CLASS.

MANGANÉSIO

0.76 mg

38.0

57.8

excelente

FIBRAS

2.48 g

9.9

15.1

muito bom

FERRO

1.72 mg

9.6

14.5

muito bom

CÁLCIO

55.68 mg

5.6

8.5

muito bom

 

UTILIZAÇÃO MEDICINAL

Estudos da Associação de Medicamentos dos Estados Unidos (USDA) indicam que o uso de canela na quantidade de uma colher de chá diariamente reduz significantemente o açúcar no sangue e melhora a taxa de colesterol (LDL e triglicerídeos). Os efeitos, que podem ser conseguidos ao utilizar canela em chás, beneficiam também diabéticos. Não se sabe ao certo se o consumo de canela é efetiva no combate à hipertensão arterial. Há três estudos em andamento monitorando a questão do efeito na pressão sangüínea.

CULTIVO

Cinnamomum zeylanicum cresce bem em solo brasileiro, onde já foi bem cultivada no passado, tendo sido introduzida pelos jesuítas.

Clima indicado: quente, com temperatura constante e chuvoso.
Exposição solar: Plena
Propagação e formação de mudas: a multiplicação é feita por meio de sementes, originárias de plantas produtivas, vigorosas e sadias. A semeadura é direta em saquinhos de polietileno após a retirada da polpa, a 1 cm de profundidade, preenchidos com terra de boa qualidade.
Solo indicado: textura arenosa, leve e bem drenado.
Espaçamento: 3,5 x 2,5m ;3 x 3m ou 2,5 x 2m ou mais adensado, de acordo com o manejo a ser utilizado. As covas são de 40 x 40 x40 cm, abertas e adubadas 30 a 60 dias antes do plantio.

Adubação: esterco de animal curtido, húmus ou matéria orgânica, incorporados a 60 centímetros de profundidade.
Necessidade de água: Elevada
Proteção contra o sol: a planta necessita de proteção contra os raios solares nos primeiros meses após o plantio, o que pode ser feito com folhas de palmeiras ou outro material disponível.
Colheita da Casca: 5 anos após o plantio, quando ela naturalmente se solta do tronco (geralmente no outono).
Secagem da casca: primeiramente em local sombreado e bem ventilado por 4 a 5 dias; em seguida é exposta ao sol, não muito intenso.
Armazenamento: em recipientes de vidro bem limpos e fechados.

FONTES

http://pt.wikipedia.org/wiki/Canela

http://www.alimentacaosaudavel.org/canela.html

http://www.sensibilidadeesabor.com.br/canela.html

http://www.i-legumes.com/canela-historia.html

http://www.jardimdeflores.com.br/floresefolhas/A20canela.htm

Print Friendly, PDF & Email